Guia de Uso e Cuidados MIC-KEY*

Aqui se encontra o Guia de Uso e Cuidados do MIC-KEY*, essencial para aproveitar a vida ao máximo com o tubo de baixo perfil MIC-KEY* para alimentação por gastrostomia. Aqui também podem ser encontrados folhetos informativos sobre os tubos MIC-KEY* e MIC*.

Guia de Uso e Cuidados MIC-KEY*

Este guia pode ser consultado facilmente, quando você quiser, para obter informações sobre alimentação com o tubo MIC-KEY* e como mantê-lo limpo, seguro e pronto para o uso.

View All

Introdução à alimentação com o tubo MIC-KEY*

Nosso tubo de baixo perfil MIC-KEY* para alimentação por gastrostomia apresenta um desenho mais avançado que o de tubos comuns de alimentação por gastrostomia. Ao projetarmos este tubo, levamos em conta as solicitações de pessoas que usam alimentação enteral e que desejam um tubo que lhes permita ter um estilo de vida ativo e maior mobilidade.  Segundo elas, o tubo não deve se deslocar com facilidade - deve dar liberdade de movimento, não ser obstrutivo nem ser visível sob a roupa.

 

Hoje, o MIC-KEY* é o tubo de alimentação ideal para quem tem um estilo de vida que requer mais mobilidade.  Com o MIC-KEY*, crianças e adultos podem aproveitar a vida ao máximo, com todo o bem-estar e a certeza de receber nutrição adequada.

 

• CONHEÇA O MIC-KEY*
• ALIMENTAÇÃO POR MEIO DO TUBO MIC-KEY*
• ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS
• COMO CUIDAR DO TUBO MIC-KEY*
SOLUÇÃO DE PROBLEMAS. O QUE FAZER SE...
• COMO SUBSTITUIR O TUBO MIC-KEY*
• A PROPÓSITO DAS CRIANÇAS
• UMA MENSAGEM DA EQUIPE MIC-KEY* DA Halyard

CONHEÇA O MIC-KEY*

Como o MIC-KEY* funciona

 

O tubo de alimentação MIC-KEY* entra no estômago por um acesso para alimentação e medicamentos feito na parede abdominal. O tubo possibilita a entrada dos nutrientes, medicamentos (se necessários) e água que o organismo necessita.

 

O seu médico especialista prescreve o tubo MIC-KEY* assim como os horários de alimentação, a fórmula nutricional, os medicamentos (se necessários) e o volume de água. Com o MIC-KEY*, é só isso e pronto!

 

Lembre-se de que é importante usar e cuidar corretamente do MIC-KEY*. Sigas as instruções fornecidas pelo médico e tenha este guia à mão. Assim, você sempre tem controle ao usar o MIC-KEY*.

 

O que é fornecido com o MIC-KEY* e por que

 

Tubo de alimentação MIC-KEY* com desenho exclusivo de baixo perfil. Ideal para praticamente todas as pessoas que usam tubos de alimentação; o tubo MIC-KEY* é confortável, fica rente à pele e apresenta mínimo risco de vazamento. Ou seja, com o MIC-KEY* você pode realizar suas atividades diárias com maior tranquilidade.

 

A base externa. A base externa mantém o tubo na posição devida permitindo, no entanto, a circulação do ar junto à pele subjacente e ao seu redor. O lado inferior da base deverá colocar- se ligeiramente acima da superfície da pele. Considera-se adequada uma distância de cerca de 3 mm.

 

Orifício de alimentação e medicamentos do tubo MIC-KEY*. Os alimentos e os líquidos são introduzidos no estômago pelo tubo de gastrostomia e através do orifício de alimentação do tubo MIC-KEY*. Quando não estão administrando alimentos ou líquidos, o orifício de alimentação é vedado com a tampa do orifício de alimentação que se lhe encontra anexa.

 

Ao contrário de outros tubos ao nível da pele, uma válvula anti-refluxo, situada no interior do orifício de alimentação do tubo MIC-KEY* e em direcção ao topo deste, impede qualquer fuga do conteúdo do estômago através do tubo. A utilização do conjunto de extensão SECUR-LOK* proporciona o abrir ou desbloquear da válvula. O conjunto de extensão é utilizado para a alimentação e eliminação do ar (igualmente denominado descompressão ou eructação).

 

É importante manter bem limpos o orifício de alimentação e a válvula anti-refluxo do tubo MIC-KEY*. Alimentos secos podem alojar-se dentro do recesso e manter a válvula em posição aberta. A melhor medida para evitar que isso aconteça é enxaguar cuidadosamente com água em abundância para limpar todos os vestígios de alimentos e utilizar cotonetes com pontas revestidas de algodão embebido em água. Certifique-se de que não ficam alojados dentro da abertura da válvula quaisquer resíduos de alimentos susceptíveis de secar.

 

Balão de retenção em silicone. O balão do tubo MIC-KEY* é colocado dentro do estômago e insuflado com água para reter o tubo no lugar. Verifique o volume do balão uma vez por semana e reponha a água, conforme necessário.

 

A válvula do balão. O balão, que mantém o tubo no devido lugar, é insuflado ou esvaziado, através da inserção na válvula do balão de uma seringa de extremidade luer. Esta seringa deverá ser utilizada apenas quando se proceder à verificação do volume do balão ou quando o tubo MIC-KEY* for substituído. É importante nunca tentar inserir alimentos através da válvula do balão. É também importante manter esta válvula limpa. O recesso na válvula pode atrair corpos estranhos e deverá estar limpo para funcionar correctamente.

 

Seringas. O seu estojo do tubo MIC-KEY* contém:

 

• Uma seringa com uma extremidade luer de 6 cc. Esta seringa é utilizada para insuflar e esvaziar do balão de retenção quando for verificado, periodicamente, o seu volume ou quando se proceder à substituição do tubo MIC-KEY*.

• Uma seringa de cateter de 35 ml. Esta seringa deve ser utilizada durante a fórmula e irrigação dos conjuntos de extensão, assim como quando for efectuada a verificação do posicionamento correcto do tubo MIC-KEY*.

 

Para que servem os acessórios MIC-KEY*

 

Conjunto de extensão MIC-KEY*. Este conjunto, assim como o conjunto de extensão para alimentação em bolo (veja abaixo) são incluídos no kit MIC-KEY. Este conjunto de extensão é usado para alimentação contínua com uma bomba de fórmula. Para montar o conjunto de extensão:

 

1. Alinhe a linha preta do conjunto de extensão com a linha preta da porta de alimentação.

2. Introduza o bico do conector Secur-Lok* na porta de alimentação e gire-o um quarto de volta no sentido horário.

3. Abra a porta de alimentação do conjunto de extensão e, empurrando e torcendo firmemente, prenda o conector da bolsa de alimentação no conjunto de extensão.

 

Obs.: O conjunto de extensão gira quando você se move, para que você possa mudar de posição durante a alimentação.

 

Após cada alimentação, lave o conjunto de extensão com água morna e sabão, e enxágue-o muito bem, para que não haja acumulação de fórmula seca. Os conjuntos de extensão são descartáveis e não devem ser usados mais do que algumas semanas.

 

Conjunto de extensão MIC-KEY* para alimentação em bolo. Se você efetua a alimentação várias vezes por dia, use o conjunto de extensão para fazer isso usando uma seringa com bico cateter ou bolsa de alimentação. Normalmente, a alimentação em bolo leva de 20 a 40 minutos.

 

Voltar ao início

ALIMENTAÇÃO POR MEIO DO TUBO MIC-KEY*

DICAS DE SEGURANÇA RELACIONADAS AO TUBO

 

• ANTES DE QUALQUER CONTACTO COM O TUBO, LAVE SEMPRE AS MÃOS COM ÁGUA MORNA E SABÃO.

• EVITE PERFURAR OU DANIFICAR QUALQUER PARTE DO TUBO DE GASTROSTOMIA MIC-KEY* AO NÍVEL DA PELE.

 

Procedimentos de preparação

 

Verificação da posição do tubo. Antes da alimentação, examine o tubo a fim de se certificar de que este não se encontra obstruído, nem mal colocado dentro do estômago.:

 

• Para tal, faça a conexão do conjunto de extensão com o tubo MIC-KEY* e encaixe uma seringa de cateter Monoject, contendo 10 cc de água, ao orifício de alimentação do conjunto de extensão SECUR-LOK*.

• Retraia o êmbolo da seringa. Assim que o conteúdo do estômago for visível no tubo, irrigue o tubo MIC-KEY* com água.

• Quando não se encontram alimentos no estômago, este contém normalmente um líquido amarelo ou transparente. Se sentir uma certa resistência à medida que injecta a água, torne a aspirar o conteúdo do estômago e, em seguida, torne a tentar injectar a água.

•Verifique se existe alguma fuga em volta do estoma.

 

Um outro método consiste em:

 

• Aspirar de 5 ml a 10 ml de ar numa seringa.

• Coloque um estetoscópio sobre o lado esquerdo do abdômen, mesmo acima da cintura. Injecte o ar no orifício de alimentação do conjunto de extensão SECUR-LOK* e tente escutar os "ruídos" do estômago. • • Tente de novo se não ouvir nada. Se mesmo assim, não conseguir ouvir nada, NÃO PASSE À FASE DE ALIMENTAÇÃO. Contacte o médico especialista e relate-lhe o problema.



Meça o conteúdo residual do estômago. "Residual" refere-se à quantidade de fluido gástrico e de fórmula restante no estômago quatro horas depois da alimentação.

 

Nem sempre o estômago se esvazia totalmente; a quantidade residual varia. Ela também pode depender da atividade ou da posição do corpo. Verifique se há conteúdo residual se:

 

• A fórmula retroceder no tubo de extensão, ou

• Você sentir náusea.

 

De modo geral, deve-se repor o conteúdo residual do estômago, pois ele contém eletrólitos e nutrientes importantes.

 

Verifique novamente o conteúdo residual em 30 minutos e, se a quantidade for menor que a obtida na primeira vez, continue a alimentação.

 

Descompressão ou eliminação do ar do estômago. O seu especialista poderá pedir-lhe que proceda a uma descompressão (libertação do ar ou dos alimentos do estômago) antes ou após a alimentação. Para descomprimir o estômago:

 

• Faça a conexão do conjunto de extensão do bolo ou SECUR-LOK* ao tubo MIC-KEY*.

• Esvazie o produto da descompressão num recipiente.

 

Passos para a alimentação

 
Alimentação Contínua. Siga as recomendações do médico especialista quanto ao tipo de fórmula que melhor se adapta ao seu caso específico.

 

1. Limpe a parte de cima das latas de fórmula e agite bem. (Se utilizar alimentos em pó, estes devem ser preparados de fresco todos os dias. Consulte a rubrica deste guia relativa às informações da gastrostomia, para saber as quantidades indicadas. Ponha uma etiqueta em cada lote de fórmula de alimentos indicando a data e a hora em que os preparou.)

2. Lave as mão com água e sabão e sequeas bem.

3. Encha a bolsa para administração dos alimentos com a fórmula.

4. Conecte o tubo da bolsa para administração de alimentos ao orifício de alimentação do conjunto de extensão.

5. Deixe a fórmula de alimentos escoar pelo tubo, a fim de purgar o ar do dito tubo. Quando a fórmula tiver atingido o adaptador do conjunto de extensão para trancar, prenda o tubo com o gancho.

6. Retire a tampa do orifício de alimentação do tubo MIC-KEY*. Insira o conjunto de extensão SECUR-LOK* no orifício de alimentação do tubo MIC-KEY * alinhando as linhas de macação pretas do conjunto de extensão e do orifício de alimentação. Prenda o conjunto de extensão na respec tiva posição rodando o conector PARA A DIREITA até sentir uma ligeira resistência (aproximadamente três quartos de uma rotação completa). NÃO rode o conector para além do ponto de paragem.

7. Faça a conexão da bolsa de administração dos alimentos à bomba. Regule a velocidade da bomba de acordo com as instruções do fabricante. Retire o gancho do tubo para dar início à alimentação.

8. Quando a alimentação estiver quase terminada, acrescente a quantidade de água indicada da bolsa de alimentos.

9. Após terem sido administradas a fórmula e a água, desprenda a bolsa de administração de alimentos do conjunto de extensão SECUR-LOK*. Irrigue este com 10 a 20 ml de água morna, ou até que o tubo esteja limpo.

10. Desprenda o conjunto de extensão do tubo MIC-KEY* rodando o conector PARA A ESQUERDA até que a linha de marcação preta no orifício de alimentação fique alinhada com a linha de marcação preta do conjunto de extensão. Desprenda cuidadosamente o conjunto de extensão e tape bem o tubo MIC-KEY* com a tampa do orifício de alimentação fornecida juntamente com este equipamento.

11. Lave o conjunto de extensão e a bolsa de administração de alimentos com água morna e sabão imediatamente após cada utilização. Passe-os muito bem por água e deixe-os secar ao ar.

Alimentação  em bolo.

 

Para alimentação em bolo com seringa,

1. Conecte uma seringa de cateter cheia de água ao conjunto de extensão do bolo. Prepare o conjunto de extensão enchendo- o de água.

2. Encaixe o conjunto de extensão do bolo ao orifício de alimentação do tubo MICKEY* alinhando as linhas de marcação pretas o conjunto de extensão e do orifício de alimentação. Insira o adaptador para trancar o conjunto de extensão do bolo no orifício de alimentação do tubo MIC-KEY* e rode-o PARA A DIREITA, até que possa sentir uma ligeira resistência (aproximadamente três quartos de uma rotação completa). NÃO rode o conector para além do ponto de paragem.

3. Prenda o conjunto de extensão com o gancho.

4. Desprenda a seringa e retire o êmbolo da mesma. Torne a conectar a seringa.

5. Deite lentamente a fórmula na seringa e retire o gancho do tubo. Para evitar qualquer penetração de ar no estômago, mantenha a seringa cheia. Regule o ritmo do fluxo levantando ou baixando a seringa. A alimentação deverá durar entre 20 e 40 minutos.

6. Assim que a seringa estiver quase vazia, acrescente-lhe a quantidade de água indicada.

7. Logo que a fórmula e a água tiverem sido administradas, prenda o tubo com o gancho e encha a seringa com 10 a 20 ml de água morna. Volte a inserir o êmbolo da seringa e retire o gancho do tubo. Passe bem por água o conjunto de extensão do bolo até que o tubo esteja limpo. Passe à etapa 12.

8. Para a alimentação em bolo com uma bolsa de "escoamento por gravidade", encha o saco com a quantidade de fórmula desejada e esvazie o ar do tubo do mesmo. Encaixe o conjunto de extensão do bolo no tubo da bolsa de administração de alimentos, prepare-o e prenda o tubo. Encaixe o conjunto de extensão no orifício de alimentação do tubo MIC-KEY* e abra o gancho. Regule o fluxo abrindo ou fechando o gancho no tubo da bolsa.

9. Assim que a alimentação estiver quase terminada, administre a quantidade indicada de água acrescentando-a à bolsa de administração de alimentos.

10. Após terem sido administradas a fórmula e a água, desprenda o conjunto de extensão do bolo do tubo da bolsa de administração de alimentos.

11. Irrigue o conjunto de extensão do bolo com 10 a 20 ml de água morna, ou até que o tubo esteja limpo.

12. Desprenda o conjunto de extensão do bolo e lave-o com água morna e sabão até que o tubo esteja limpo.

 

Cuidados após a alimentação

 

Estoma. Adquira o hábito de examinar a pele ao redor do tubo (o estoma) após a alimentação. Verifique se a pele está limpa e seca e observe o estoma durante alguns minutos, para ver se há algum vazamento gástrico.

 

Limpe cuidadosamente a pele ao redor do estoma. Gire o tubo de alimentação MIC-KEY*e limpe novamente com aplicadores com ponta de algodão ou com um pano macio, usando água morna e sabão. Se achar que o sabão está irritando a pele, tente limpar usando apenas água ou experimente usar outro sabão.

 

Se usar algum tipo de curativo, troque-o quando ficar úmido ou sujo. Nunca deixa um curativo úmido permanecer em contato com a pele. Obs.: O tubo de alimentação MIC-KEY*não requer curativo.

 

Porta. Limpe a porta de alimentação do tubo MIC-KEY*após cada alimentação. Use um cotonete ou aplicador com ponta de algodão, ou um pano macio, para remover gordura ou comida. Se receber alimentação contínua, irrigue o tubo e os tubos do conjunto de extensão ao menos 3 vezes por dia.



Voltar ao início

ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS

Primeiro, verifique... a forma correta de medicamento para uso com o MIC-KEY*:

   

• Sempre que possível, os medicamentos devem ser administrados em forma líquida. Se o líquido for espesso, dilua-o com água para que não entupa o tubo.

• Se o medicamento só estiver disponível em forma de pílula ou cápsula, pergunte ao médico ou ao farmacêutico se ele pode ser triturado e misturado com água (algumas pílulas e comprimidos não podem ser administrados dessa forma). Se puder fazer isso, triture o medicamento até se tornar um pó fino e assegure-se de que ele se disperse bem na água.

• Não misture o medicamento com fórmula, a menos que o médico assim indicar.

 

Para administrar…

 

De modo geral, você vai usar uma bolsa e o conjunto de extensão, prendendo a porta de medicamento do conjunto de extensão na bolsa, em vez de na porta de alimentação.

 

Para pequenas quantidades de medicamento, às vezes é possível usar uma seringa em vez do tubo de extensão.

 

• Dilua o medicamento com água em uma seringa luer-slip.

• Injete diretamente na porta de alimentação do tubo MIC-KEY*.

• Quando terminar, irrigue a porta com pelo menos 10 ml de água.

 

Voltar ao início

COMO CUIDAR DO TUBO MIC-KEY*

DICAS DE SEGURANÇA RELACIONADAS AO TUBO

 

• ANTES DE QUALQUER CONTACTO COM O TUBO, LAVE SEMPRE AS MÃOS COM ÁGUA MORNA E SABÃO.

• EVITE PERFURAR OU DANIFICAR QUALQUER PARTE DO TUBO DE GASTROSTOMIA MIC-KEY* AO NÍVEL DA PELE.

 

Diário:

 

Limpe o tubo MIC-KEY*. Para facilitar esta tarefa, necessitará do seguinte:

• água e sabão

• cotonetes com uma ponta revestida de algodão

• lenços de papel

• seringa descartável com extremidade luer

 

É fácil cuidar do tubo. Faça o seguinte:

 

• Mantenha o tubo e a pele ao redor do tubo (estoma) limpos e secos.

•Nos cuidados diários, gire o tubo de alimentação MIC-KEY* uma volta inteira.

• Isso evita que o tubo ou o balão grudem na pele.

 

Limpe o conjunto de extensão e a bolsa de alimentação segundos as instruções para Alimentação Contínua ou Alimentação em Bolo.

Se receber alimentação contínua, irrigue o tubo MIC-KEY* e os tubos do conjunto de extensão ao menos 3 vezes por dia.

 

Pelo menos uma vez por semana faça o seguinte:

 

Verifique o volume do balão. O balão mantém o tubo de alimentação no lugar. Para verificar o volume da água do balão, faça o seguinte:

 

•Prenda a seringa luer-slip na porta do balão e retire toda a água, deixando o tubo de alimentação no lugar. Se houver menos líquido do que a quantidade prescrita, encha na medida necessária.

 

Reponha a água do balão conforme necessário. Use água destilada ou esterilizada para repor o volume, depois que o local do estoma tiver cicatrizado. Encha o balão com a quantidade de água indicada pelo médico.

 

• Nunca encha o balão com ar. O ar sai rapidamente do balão e o tubo de alimentação MIC-KEY* sairá do lugar quando isso acontecer.

 

Voltar ao início

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS: O QUE FAZER SE...

Vazamento do conteúdo do estômago em volta do tubo

Primeiro verifique o conteúdo residual do estômago. Este poderá estar demasiado cheio, ou conter gases. Se o estômago apresentar por várias vezes um conteúdo residual excessivo, pode ser que o paciente esteja recebendo uma quantidade de fórmula excessiva. Se estiver utilizando uma alimentação intermitente (bolo), considere mudar para uma alimentação contínua. Se utilizar uma administração de alimentos contínua, tente diminuir o escoamento. Assegure-se de que o balão existente no interior do estômago se encontra cheio, puxando levemente pelo tubo para verificar a existência de uma certa resistência.

 

Consulte a ficha de informações da gastrostomia para obter o volume indicado de enchimento do balão. Experimente o balão encaixando uma seringa de extremidade luer na válvula de enchimento. Retire o líquido do balão e tome nota do volume de fluido presente na seringa. Se este for inferior ao volume indicado, torne a encher o balão com o volume de água indicado, espere de 10 a 20 minutos e repita o procedimento. Se o volume de água indicado ainda estiver presente no balão, tente aumentar o volume em incrementos de 2 cc até que a fuga pare. O volume máximo é de 10 ml. Não ultrapasse este limite.

 

ATENÇÃO: Tenha cuidado ao encher ou esvaziar o balão. O tubo MIC-KEY* pode ser facilmente ser puxado para fora por engano.

 

Desconexão acidental do tubo de alimentação

 

Pare a bomba. Avalie a quantidade de fórmula perdida. Limpe meticulosamente as conexões do tubo com água e sabão ou com álcool. Estas devem estar isentas de óleo ou de acumulação de alimentos. Limpe o inte - rior do orifício de alimentação do conjunto de extensão com um aplicador com a ponta revestida de algodão umedecida de álcool. Irrigue o tubo do conjunto de extensão com água morna. Enxugue as conexões e torne a conectar os tubos com um quarto de uma rotação completa. Recomece o processo de alimentação, substituindo o volume que foi calculado perdido durante a desconexão.

 

Fugas ou rupturas do balão

 

Mantenha sempre em casa um tubo MICKEY* ou um tubo de gastrostomia para uma possível substituição. Os balões de silicone duram em geral vários meses, no entanto a duração do balão pode ser afectada por vários factores. Entre estes contam-se medicamentação, volume de água utilizado para insuflar o balão, o pH gástrico e os cuidados a ter com o tubo.

 

Obstrução do tubo

 

Para evitar a obstrução do tubo, irrigue-o com 10 a 20 ml de água morna. (Se o seu médico especialista lhe deu outras instruções, siga as suas instruções.)

 

Irrigue-o:

 

• Antes e depois de cada alimentação

• Antes e depois da administração de medicamentos

• De 3 a 4 horas se o doente estiver recebendo uma alimentação contínua

• Após a verificação do conteúdo residual do estômago

 

Não misture medicamentos e alimentos.

 

Impossibilidade de esvaziar o balão

 

Se não conseguir retirar a água do balão com uma seringa, certifique-se de que o recesso da válvula do balão se encontra limpo. De vez em quando o recesso poderá reter derrames de fórmula ou de outras subs tâncias no decorrer das actividades do dia a dia. Certifique-se de que a válvula não se encontra obstruída por alimentos. Depois:

 

• Limpe o interior do recesso e, em seguida, encaixe bem a seringa na válvula, faça pressão e rode um quarto de uma rotação completa.

• Tente de novo retrair o êmbolo.

• Se o balão não se esvaziar, utilize a extremidade de um clip de papel grande para desobstruir a válvula e libertar a água. ASSEGURE-SE DE QUE POSSUI UM TUBO DE SUBSTITUIÇÃO PARA COLOCAR NO ESTOMA.

 

Ocorrer algum problema no estoma ou na pele

 

Estoma. LIGUE IMEDIATAMENTE PARA O MÉDICO SE:         

 

• O estoma estiver sangrando mais do que uma quantidade mínima; ou

• Você notar que há sangue no conteúdo do estômago.

 

TAMBÉM LIGUE PARA O MÉDICO SE:

 

• Vermelhidão e sensibilidade persistentes no estoma. A zona avermelhada é maior do que uma moeda de 50 centavos. A presença de vermelhidão ou de dor na pele e em volta do estoma pode ser o sinal de uma  fuga gástrica. Limpe e enxugue com frequência essa zona. Não se esqueça de rodar o tubo MIC-KEY* a 360° durante a manutenção diária do mesmo.

 

• O estoma emite um odor

• A pele em volta do estoma está entumescida

• Presença de pus em volta do estoma

• Paciente febril

 

Pele: Tecido de granulação. O tecido de granulação é o sinal de que o organismo está tentando cicatrizar a incisão cirúrgica. O tecido pode proliferar e exigir tratamento. Se sangrar ou se existir uma larga acumulação de tecido, contacte o seu médico especialista.

Voltar ao início

COMO SUBSTITUIRO O TUBO MIC-KEY*

Quando? Consulte o médico

 

O médico decidirá quando o tubo de alimentação MIC-KEY* deve ser substituído. Se o médico lhe ensinar como trocar o tubo, você poderá fazê-lo sozinho.

 

Estas etapas devem ser seguidas

 

Para substituir o tubo MIC-KEY*, proceda da seguinte maneira:

 

1. Retire o novo tubo MIC-KEY* da sua embalagem. Encha o balão com 5 ml de água esterilizada, água destilada ou solução salina.

2. Retire a seringa e examine o balão. Este deverá ser simétrico. Verifique a ausência de vazamentos. Esvazie o balão.

3. Faça a conexão da seringa com a extremidade luer à válvula do balão do tubo MIC-KEY* que se encontra no estômago do paciente. Retraia o êmbolo até que toda a água tenha sido retirada do balão.

4. Retire com cuidado o tubo MIC-KEY* do estômago do paciente. A utilização de uma pequena quantidade de lubrificante solúvel em água poderá facilitar a sua remoção.

5. Lubrifique a extremidade do tubo MICKEY* de substituição com um agente solúvel na água. NÃO UTILIZE ÓLEO, NEM VASELINA.

6. Guie com cuidado o novo tubo em direcção ao interior do estoma. Insira-o a fundo, até que a base externa se encontre de encontro à pele.

7. Mantendo o tubo no lugar certo, encha o balão com água esterilizada, água destilada ou uma solução salina. Não o encha de ar. NUNCA ENCHA O BALÃO COM MAIS DE 10 ml DE FLUIDO.

8. Posicione o balão contra a parede do estômago puxando muito suavemente o tubo MIC-KEY* para cima e para fora até parar.

9. Limpe qualquer fluido ou lubrificante presentes no tubo ou no estoma.

10. Verifique o bom posicionamento do tubo. Insira um conjunto de extensão SECURLOK* no orifício de alimentação do tubo MIC-KEY* e...

• Proceda a uma verificação auditiva do ar

• Aspire o conteúdo residual do estômago



Back to top

A PROPÓSITO DE CRIANÇAS

As crianças constituem um caso especial, e têm necessidades especiais. Se tem a seu cuidado uma criança munida de um tubo de gastrostomia, as observações que se seguem poderão ser-lhe úteis.

 

As crianças têm estômagos pequenos. À medida que os bebés vão crescendo, os seus estômagos tornam-se capazes de aceitar quantidades cada vez maiores de alimentos. Normalmente começa-se pela administração de pequenas quantidades de fórmula de alimentos com intervalos frequentes. Cada alimentação em bolo leva de 20 a 40 minutos. Um sistema de escoamento por gravidade ou uma bomba regulam um escoamento lento e uniforme, o que lhe permite fazer outras coisas enquanto espera. Tenha paciência e aumente gradualmente o volume da fórmula administrada durante a alimentação.

 

Se o estômago da criança estiver cheio, a fórmula poderá sair para fora em volta do estoma. A criança poderá também apresentar sintomas de cólicas e vomitar, ou regurgitar a fórmula. Pergunte ao seu médico especialista se uma descompressão ou a eliminação de ar será apropriada neste caso.

 

As crianças estão em crescimento. As crianças com gastrostomias têm as mesmas necessidades básicas de crescimento e de desenvolvimento que as outras crianças.

 

As crianças precisam receber água suficiente. Quando os nossos organismos têm necessidade de água, temos sede e bebemos mais. Os pacientes portadores de tubos de gastrostomia têm as mesmas reacções. Se o tempo está quente ou se a criança tem febre, mais água suplementar poderá evitar a desidratação. Peça o parecer do seu médico especialista.

 

As crianças precisam aprender sobre o alimento. Apesar do seu filho ser alimentado através de um tubo, é importante a sua participação à mesa durante as refeições do grupo familiar. Ofereça à criança a oportunidade de adquirir a experiÍncia dos alimentos. Encorage o seu filho a tocar e a provar, como toda a gente, mesmo se ele sujar tudo em volta da sua cadeira de bebé para estar à mesa.

 

Cada bebê precisa de estimulação oral. A boca é uma parte extremamente sensível do corpo do bebé. Mesmo que a criança não possa chupar e engolir suficientemente bem para comer, o reflexo de sucção existe. Chupar parece confortar os bebés. Com uma chupeta, tente estimular os lábios, as gengivas e a língua do bebé durante a administração dos alimentos. À medida que a criança cresce, ofereça-lhe outras oportunidades de mastigar e de chupar.

Fale com o seu especialista sobre a estimulação oral e sobre formas de estimular um desenvolvimento normal.

 

As crianças precisam de levar uma atividade normal. É importante que os bebés possam virar-se de barriga para baixo. É assim que aprendem a fazer força apoiados sobre as mãos e a engatinhar. O tubo MIC-KEY* permite uma maior liberdade de movimentos do que os tubos tradicionais de gastrostomia, durante a administração de alimentos.

 

Saiba o que fazer se...

 

A criança vomitar. Se a criança vomitar durante a alimentação, o seguinte pode ajudar:

 

• Faça com que a criança fique sentada durante a alimentação. OBS.: Algumas crianças têm refluxo gastroesofágico, que faz com que os alimentos retrocedam do esôfago. Para essas crianças, a posição correta de alimentação é MUITO IMPORTANTE. Antes da alimentação, a criança deve ficar em posição vertical ou em ângulo mínimo de 30 graus.

• Assegure-se de que a fórmula foi misturada e aquecida corretamente.

• Não use fórmula que tenha sido preparada há mais de 4 horas.

• Diminua a velocidade de alimentação ou faça um intervalo e comece novamente quando a criança estiver se sentindo melhor (irrigue o tubo com água morna antes de continuar a alimentação).

 

SE A CRIANÇA CONTINUAR A VOMITAR OU SENTIR NÁUSEA, OU VOMITAR DEPOIS DA ALIMENTAÇÃO, CONSULTE O MÉDICO.

 

A criança começar a ter dificuldade de respirar durante ou imediatamente após a alimentação. PARE A ALIMENTAÇÃO IMEDIATAMENTE, ESVAZIE O ESTÔMAGO (DESCOMPRESSÃO) E CONSULTE O MÉDICO. Se a criança sentir náusea, aguarde uma ou duas horas antes de continuar a alimentação, e faça-o mais devagar.

 

O tubo de alimentação entupir. Os tubos feitos para crianças são menores e, portanto, entopem com mais facilidade, mas requerem menos água para serem irrigados. Só são usados entre 10 e 15 ml para irrigar um tubo de bebê.

 

A criança apresentar diarreia. Algumas causas de diarreia são:

 

• Administração rápida da fórmula - tente administrar a fórmula mais devagar.

• Fórmula estragada - é melhor preparar uma nova fórmula para cada alimentação.. Se guardar fórmula que tiver sobrado, mantenha-a sob refrigeração constante e nunca a use depois de mais de 24 horas.

• Mudanças de fórmula, medicamentos ou da rotina de alimentação podem causar constipação, assim como diarreia. Se possível, introduza mudanças gradualmente.

 

SE A DIARREIA DURAR MAIS DE 3 DIAS, CONSULTE O MÉDICO.



Voltar ao início

UN MENSAGEM DA EQUIPE THE MIC-KEY* DA Halyard

Elaboramos este guia do tubo de alimentação MIC-KEY* para que seja fácil encontrar e usar as informações que você necessita, sempre que as necessita. Se tiver alguma dúvida ou pergunta relacionada ao tubo de alimentação por gastrostomia MIC-KEY*, fale conosco! Estamos à sua disposição. Nosso número de atendimento 24 horas é:

 

+1-770-587-7200

 

Voltar ao início